terça-feira, 28 de junho de 2016

CADASTRO EMERGENCIAL 2016


Taubaté, 27 de junho de 2016
BOLETIM INFORMATIVO Nº 27/2016
Assunto: Cadastro Emergencial / Educação Especial na Área de Deficiência Intelectual e Francês - CEL
O Dirigente Regional de Ensino, através da Comissão Responsável pelo Processo de Atribuição de Classes/Aulas - 2016, de acordo com a Autorização Governamental para Contratação publicada no DOE de 28/04/2016 e de Boletim Informativo CGRH, para atendimento às necessidades desta Diretoria de Ensino, COMUNICA a abertura do Cadastro Emergencialpara posterior participação no processo de atribuição de classes e aulas durante o ano letivo de 2016, conforme segue:
Publico Alvo:
  • Candidatos com habilitação para atuar nas aulas de Educação Especial na Área de Deficiência Intelectual e de Francês - CEL;
I – Docentes Habilitados;
II - Alunos do Curso de Licenciatura referente à habilitação citada que tenham concluído no mínimo um semestre;
III - Portadores de Diploma de Bacharel ou alunos, desde que possuam em seu histórico escolar carga horária mínima de  disciplinas inclusas na Matriz Curricular para atuar nas aulas de Educação Especial na Área de Deficiência Intelectual e/ou na disciplina de Francês.
Período (dia e horário) e local do Cadastramento:
  • De 28/06 a 01/07/2016 (3ª a 6ª feira p.f.)
  • Das 09h às 15h
  • Local: CRH – Centro de Recursos Humanos da Diretoria de Ensino (Praça 8 de maio, nº 28 – CENTRO –
CEP: 12020-260 – TAUBATÉ/SP).
ATENÇÃO: O candidato deverá preencher a Planilha (Anexa) e entregar no ato da inscrição.
Documentos Necessários:
  • Cópias do RG, CPF, Diploma de Habilitação – Licenciatura e Bacharelado e/ou Certificado de Conclusão do Curso, mais Histórico Escolar;
  • Declaração atualizada do curso em que está matriculado para alunos do curso de Licenciatura ou Bacharelado, informando em que semestre está matriculado e de quantos semestres é composto o curso e Histórico Escolar parcial;
  • Tempo de Serviço no Magistério Publico Estadual da SEE com data base de 30/06/2015 - Anexo I (se houver);
  • Comprovante de dependentes menores de 18 anos.
  Das disposições finais:
  • O ato de inscrição implicará na aceitação, por parte do candidato, de todas as disposições presentes neste Boletim Informativo e outras emanadas dos órgãos centrais;
  • Os candidatos só poderão participar das sessões de atribuição após terem seus nomes incluídos na classificação.
Comissão de Atribuição de Aulas.
Irani Auxiliadora Alves da Silva
Dirigente Regional de Ensino

terça-feira, 10 de maio de 2016

MOVIMENTO PELA BASE NACIONAL COMUM

O que é a Base Nacional Comum?
A Base Nacional Comum é uma proposta curricular que visa reduzir as desigualdades educacionais do país, com a definição do que é essencial ao ensino de todos os alunos, em cada uma das etapas da vida escolar. Adotar uma Base Nacional Comum traz transparência aos critérios de qualidade e expectativas de aprendizagem, também é considerada, por vários especialistas a espinha dorsal do sistema, a partir da qual vários outros aspectos fundamentais se organizam.

Prevista na Constituição, nos Parâmetros Curriculares Nacionais, na Lei de Diretrizes e Bases e no Plano Nacional de Educação, a Base Nacional Comum Curricular deve ficar pronta em junho de 2016. Com grupo de redação formado por membros das secretarias municipais e estaduais de educação, acadêmicos especialistas nas disciplinas e por professores de sala de aula da Educação Básica.  A versão preliminar do documento está disponível no site do MEC, para que toda a sociedade envie suas contribuições.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE TAUBATÉ - SP

PREFEITO DE TAUBATÉ DISCORRE SOBRE A IMPORTÂNCIA DO PME
SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO EM AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O PME